Buscar
  • carlosaxgontijo

O MELHOR ESTUDO DE SONORIDADE NO SAXOFONE - A importância do estudo de notas longas no saxofone

Atualizado: há 4 dias


Por Carlos Gontijo


Talvez o exercício mais antigo criado para a preparação dos estudos preliminares em instrumentos de sopro, o exercício de notas longas sempre foi e continua sendo de fundamental importância para a construção e manutenção da embocadura.


Mesmo com toda sua importância atestada há vários séculos por métodos e escolas tradicionais pelo mundo à fora, o exercício de notas longas, misteriosamente, é negligenciado por muitos músicos e criou-se uma espécie de mito em tono da temática.


Muitos músicos e estudantes de música acham que esse exercício é indicado somente para quem está começando a estudar um instrumento de sopro.


Mas na verdade o exercício de notas logas, quando estudado da forma correta, pode se tornar no exercício mais eficaz para obter uma excelente sonoridade.


Esse simples exercício te ajudará nos seguintes aspectos:


- fortalecimento da musculatura labial;

- formatação da embocadura;

- controle de emissão de ar;

- controle de dinâmica;

- homogeneidade do som;

- expansão da capacidade pulmonar;

- controle de afinação;

- controle do sopro;

- controle do timbre;

- controle da coluna de ar; e

- controle do fluxo de ar.


O exercício de notas longas deve ser estudado, em um primeiro momento (até a obtenção do controle total nesse primeiro estágio), começando com o som o mais "Forte" possível e ir diminuindo até o mais "Piano" possível no maior espaço de tempo possível.


De forma GRADATIVA e HOMOGÊNEA, ou seja, evitando os vibratos e corrigindo as variações no som.


Recomendo estudar dessa forma (do mais "Forte" para o mais "Piano"), e não do jeito contrário (do mais "Piano" para o mais "Forte"), principalmente nos 6 primeiros anos de estudos no saxofone, para evitar o famoso e prejudicial "EFEITO SANFONA".


Que é aquele efeito indesejável e condenável também conhecido como UÁ-UÁ-UÁ... que consiste em forçar a nota, crescendo de forma brusca.


Um efeito que ninguém gosta e deixa sua performance "vulgar" e com cara de amadora.


Quando você conseguir tocar dessa forma (notas longas do mais "Forte" para o mais "Piano") com um controle absoluto, aí sim é hora de fazer o mesmo estudo de notas longas, com os mesmos princípios, mas agora começando do mais "Piano" para o mais "Forte".


É recomendável estudar notas longas de 10 a 20 minutos sempre quando você for tocar e ou estudar seu instrumento. Adote isso para a sua rotina de estudos e nunca terá problemas com o seu som.




45 visualizações2 comentários

© 2013 by Carlos Gontijo. All rights reserved.